A Estrada sem Fim

unnamed

 

 

GLOBETROTTER_DA_CONSCIENCIA_1256033755PDia 9 de Maio 2015, entrevistei o professor Jean-Pierre Bastiou. ele tem 91 anos e é um dos precursores do Yoga no Brasil. Ex-fisiculturista, viajante, estudioso do Yoga e da consciênciologia, este francês passou a maior parte de sua vida no Brasil. Após abordarmos alguns pontos de vista e experiências sobre diversas técnicas do Hatha Yoga, compartilhou comigo a síntese de sua jornada. Firme, sereno e com paz no olhar disse:

“Gabriel, estamos sempre no caminho, tornamo-nos sempre um começo, não existe o fim. A meta representa o fim de algo mas não há um fim, o que existe é sempre um recomeço! Cada aluno deve achar o seu ritmo e cada professor deve transmitir seu conhecimento. Quando o professor ensina, ele está sendo na realidade ensinado. Despreocupe-se de tentar aprender tudo, conhece a representação de Shiva na qual o Rio Ganges cai em sua cabeça e parte do rio é desviado para outro lugar? Então, o Ganges é o conhecimento que vem até nós, ninguém é capaz de tudo absorver, sempre haverá coisas para aprender e descobrir pois o conhecimento do Universo é infinito.”

Após três horas de entrevista, deixei o casal Bastiou com profunda admiração por aquele homem que, como eu, dedicou sua vida ao conhecimento e aos processos internos de transformação e busca da verdade. Estou grato pelo compartilhamento, transmissão e por ele nos ter abençoado com tão belas reflexões. Reproduzo aqui o que ouvi dele ao despedir-nos: “…aproveite muito meu caro, pois você tem muita sorte! Os jovens pegam no trabalho de onde os velhos pararam, e assim movem-se os ciclos do conhecimento…”

Namastê professor Bastiou! Obrigado pela sua linda jornada.

 

 

 

 

Gabs